MQUINHO

A versão 2017 do Mquinho chegou e está com algumas novidades!

Uma organização da Meios – Empresa Júnior de Ciências Sociais e do CACS – Centro Acadêmico de Ciências Sociais, o MQuinho segue o exemplo do MQ, evento gerido pelo departamento de sociologia da UFMG, em relação ao objetivo de capacitar tanto os estudantes de Ciências Sociais da UFMG quanto qualquer interessado na área, em temas relevantes à pesquisa social. O evento consiste em cursos presenciais direcionados a alunos e alunas de graduação ou pessoas nesse nível de capacitação, que se interessam pelas ferramentas metodológicas e/ou digitais utilizadas em pesquisas sociais. Assim, qualquer interessado pode se matricular.

No MQuinho 2017 pudemos disponibilizar 12 cursos, sendo 5 na categoria de metodologia qualitativa, 6 na categoria de metodologia quantitativa e um não-categorizado, que lida com uma temática mais geral. São eles:
Produção de textos acadêmicos, que ocorrerá de 28/08 a 01/09, de 19h às 22h.
Metodologia de questionário (survey), entre 11/09 e 14/09, de 14h às 17h.
SPSS básico, entre 11/09 e 14/09, de 18h às 22h.
Introdução ao R: de 18 a 22/09, entre 14h e 17h.
Análise de dados qualitativos: também de 18 a 22/09, de 19h às 22h.
Big Data: entre 25 a 29/09, de 14h às 17h.
Grupos Focais: também entre 25 a 29/09, mas de 19h às 22h.
Análise espacial: de 02 a 06/10, entre 14 e 17h
NVivo: também de 02 a 06/10, 19h às 22h.
Análise de Redes Sociais: 23 a 27/10, 14h às 17h.
SPSS intermediário: 23 a 27/10, de 19h às 22h.
QCA (Análise Qualitativa Comparativa): 30/10 a 01/11 e 03/11, de 13h30 às 17h30.
Ao fim dessa edição do projeto, a todas as matrículas em cada um dos cursos serão emitidos certificados de conclusão, assinados pela coordenação geral da Meios Jr. e pelos professores dos cursos em questão. Todos terão carga horária de aproximadamente 15 horas e acontecerão na FAFICH (Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas) da UFMG, em salas previamente determinadas e informadas.

*Faça sua inscrição no link abaixo:

https://www.sympla.com.br/mquinho-2017__168423

Lembrando também que as inscrições podem ser feitas presencialmente na nossa sala na FAFICH (que começa a partir de terça- feira, dia 08, às 11h!)

 

SPSS Básico

11/09 a 14/09, de 19h às 22h

Fernanda Antunes

Sobre o curso: O software SPSS (Statistical Package for the Social Sciences) é um dos pacotes estatísticos das Ciências Sociais e está entre os mais usados na atualidade. Com o programa é possível manusear bancos e fazer análises estatísticas. O curso de SPSS básico vem como alternativa aos estudantes que procuram aprender as principais ferramentas que auxiliam na construção, manipulação, descrição de análises simples.

O curso será realizado no laboratório LMCS (Laboratório de Ciências Sociais) e contará com aulas expositivas e exercícios, tendo como foco: a criação de bancos, inclusão e edição de dados, criação de novas variáveis e análise descritiva (frequência, estatísticas descritivas, tabelas e gráficos).

Sobre a professora: É aluna de Graduação em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Minas Gerais. Atuou na MEIOS (Empresa Júnior de Ciências Sociais) como Coordenadora de Projetos e Vice Coordenadora Geral, do ano de 2013 a 2017. Atualmente é bolsista do CEURB (Centro de Estudos Urbanos).

 

SPSS Intermediário

23/10 a 27/10, 19h às 22h

Cláudia Ayer

Sobre o curso: Nosso curso de SPSS Intermediário vem como um complemento ao ensino básico desse software. Através de uma ementa direcionada a desenvolver aptidão em técnicas de organização de dados e também de análise estatística, buscamos capacitar futuros agentes da área de pesquisa social que podem utilizar as técnicas aprendidas aqui em seus próprios desafios profissionais. Para isso, o curso apresentará técnicas que vão desde a reunião de dois arquivos que contém casos/variáveis diferentes até uma introdução à análise de regressão linear simples, perpassando por estatística descritiva, crosstabs, transformação e recodificação de variáveis e teste de hipóteses, entre outras.
Pré-requisito: Os dois cursos de SPSS do MQuinho 2017 (básico e intermediário) foram pensados em acordo. Assim, recomenda-se que os matriculados nesse curso tenham feito o curso de SPSS básico ou já tenham esse conhecimento previamente.

Sobre a professora: Possui graduação em ciências sociais com formação complementar em estatística pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), mestrado em Sociologia pela mesma universidade e, atualmente, faz doutorado em sociologia na UFMG. Foi pesquisadora visitante do departamento de econômica da Universidade de George Washington (Washington DC/ EUA) em 2017 e professora substituta na Universidade Federal de Minas Gerais e assistente na Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais entre 2014 e 2016. Além disso, é consultora da empresa Práxis Projetos onde atua em trabalhos de pesquisa diagnóstica para construção de projetos de desenvolvimento territorial local, com domínio de métodos quantitativos e qualitativos e elaboração de sistemas de avaliação por indicadores sociais para empresas privadas e organizações públicas.

 

Metodologia de Questionário

11/09 a 14/09, de 14h às 18h

Jaqueline Resmini Hansen

Sobre o curso:  A criação de um bom questionário (ou survey) é fundamental parte da metodologia de qualquer pesquisa; um questionário ruim abre espaço para muitas críticas dos pares, e até invalidação dos resultados. O curso pretende compreender as dimensões cognitivas do survey, de forma mais aplicada. O curso terá foco na construção de um questionário, ao levar em consideração o processo de pergunta e resposta a partir de três aspectos: padronização de medidas, medidas de atitude e medidas de comportamento. Posteriormente, será feito um pré-teste (equivalente a um teste piloto) do questionário pronto entre os próprios alunos da turma, e uma análise a partir do conteúdo do curso.

Sobre a professora: Doutoranda em Ciência Política na Universidade Federal de Minas Gerais, mestre em Ciências Sociais (2016) pela Universidade Estadual de Maringá e bacharel em Ciências Sociais (2013) na Universidade Estadual do Oeste do Paraná. Trabalha há quatro anos com pesquisas de opinião pública e comportamento político utilizando da metodologia de survey. É pesquisadora vinculada ao Centro de Estudos do Comportamento Político (CECOMP) e ao Centro de Pesquisas em Política e Internet (CEPPI), ambos da UFMG.

 

Grupos Focais: uma introdução

25/09 a 29/09, de 19h às 22h

Nathália Porto

Sobre o curso: Grupo focal é uma metodologia em pesquisa qualitativa em que se pode capturar a percepção de um grupo inteiro sobre um tema, diferentemente de uma entrevista individual. Essa ferramenta de pesquisa vem ganhando espaço em locais em que a pesquisa quantitativa era homogênea pela sua facilidade logística, em comparação a quanto conhecimento pode ser gerado. O curso pretende fornecer aos interessados uma formação introdutória no planejamento, realização e análise de informações oriundas de Grupos Focais, aplicados a diferentes contextos e desenhos de pesquisa qualitativas nas Ciências Humanas e Sociais. A partir de uma literatura básica sobre o tema, serão apresentadas as principais técnicas de elaboração de instrumentos de pesquisa qualitativa com Grupos Focais, bem como as principais técnicas de moderação de debates (projeções, utilização de recursos de mídia, entre outras). Serão, também, apresentadas possibilidades analíticas dos conjuntos de dados, e usos possíveis desta metodologia nas Ciências Humanas e Sociais.

Sobre a professora: Mestra em Ciência Política pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG, 2016) e Bacharel em Ciências Sociais pela mesma instituição (2013). Atualmente, é consultora em pesquisa social e Monitoramento e Avaliação no Instituto de Tecnologia e Desenvolvimento de Minas Gerais – Herkenhoff & Prates. É pesquisadora vinculada ao Centro de Estudos do Comportamento Político (CECOMP), da UFMG.

 

Análise de Redes Sociais

23/10 a 27/10, 14h às 17h

Mauricio Botrel de Vasconcellos

Sobre o curso: O curso visa oferecer uma introdução à perspectiva teórica e aos principais conceitos metodológicos da análise de redes sociais. Visando o primeiro, apresentaremos uma breve história da análise de redes sociais e o desenvolvimento da abordagem relacional até os dias de hoje. Visando o segundo, trabalharemos a construção de indicadores morfológicos de rede a partir dos critérios de coesão (densidade, reciprocidade e distância geodésica) e centralidade (grau nodal absoluto, indegree, outdegree, proximidade e intermediação). Além disso, trabalharemos a construção, a manipulação e a visualização de dados relacionais no software UCINET.

Sobre o professor: Graduado em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Minas Gerais (2011), mestre em Sociologia (UFMG – 2015). Atualmente é doutorando em sociologia na mesma instituição. Foi professor substituto do Departamento de Sociologia da Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas da UFMG nos anos de 2015 e 2016. É membro permanente do Grupo Interdisciplinar de Pesquisa em Análise de Redes Sociais – GIARS desde 2010. Realiza pesquisa nas seguintes áreas: sociologia econômica e das organizações, sociologia da ciência e do conhecimento, teoria de sistemas complexos e metodologia de análise de redes sociais.

 

Introdução à Análise de Dados Qualitativos

18/09 a 22/09, de 19h às 22h

Nathália Porto

Sobre o curso: O objetivo do curso é oferecer ao aluno uma introdução ao desenho e à modelagem de pesquisa qualitativa, a partir da distinção entre abordagens, métodos e técnicas de coleta e análise de dados qualitativos, e sua possível aplicação a diferentes possíveis objetos de pesquisa. O curso será orientado para a exposição de abordagens célebres na literatura sobre pesquisa qualitativa, como os estudos de caso, os cross-cases, os desenhos de process tracing, entre outros, aplicados a uma gama de situações e problemas de pesquisa encontrados no mercado e na academia. Envolverá também a elaboração de sistemas de categorias analíticas para a orientação dos desenhos de pesquisa e a redação de instrumentos, a partir de contribuições da grounded theory e de outras matrizes teóricas. Por fim, serão exploradas reflexões sobre a confluência entre dados qualitativos e quantitativos e a necessidade prática de articulá-los, por meio da abordagem de métodos mistos.

Sobre a professora: Mestra em Ciência Política pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG, 2016) e Bacharel em Ciências Sociais pela mesma instituição (2013). Atualmente, é consultora em pesquisa social e Monitoramento e Avaliação no Instituto de Tecnologia e Desenvolvimento de Minas Gerais – Herkenhoff & Prates. É pesquisadora vinculada ao Centro de Estudos do Comportamento Político (CECOMP), da UFMG.

 

Big Data: introdução às principais ferramentas

25/09 a 29/09, de 14h às 17h

Neylson Crepalde

Sobre o curso: Mais de 90% dos dados da história foram produzidos nos últimos dois anos. Todas essas informações, seja sobre pessoas, grupos, tendências sociais, entre outros, constituem em potenciais bancos de dados de profunda complexidade, que podem ser usados em qualquer tipo de pesquisa social. Este curso se propõe a desenvolver competências introdutórias relacionadas à captura de dados online e sua estruturação para análise posterior. Serão trabalhadas formas de raspagem de dados (Web Scraping) de diferentes tipos de sites e plataformas, com o foco em possíveis interesses para os cientistas sociais. O curso será ministrado no formato de “estudos de caso” onde cinco fontes de dados serão exploradas, a saber, dados do Twitter, do Facebook, dados da Câmara dos Deputados, dados da plataforma Scielo e dados de um website.

Pré-requisito: Recomenda-se que o aluno tenha um conhecimento básico sobre linguagem R, pois esse será o principal software usado.

Sobre o professor:  Doutorando e Mestre em Sociologia pela Universidade Federal de Minas Gerais e professor substituto da UFMG, de 2012 a 2014. Desde 2015 integra o GIARS (Grupo Interdisciplinar de Pesquisa em Análise de Redes Sociais) e a Comissão Municipal de Incentivo à Cultura (CMIC), da Fundação Municipal de Cultura de Belo Horizonte – MG.

 

Introdução à Análise Espacial de dados

02/10 a 06/10, de 14h às 17h

Lucas de Oliveira Gelape

Sobre o curso: Uma vez que o espaço se relaciona a diversos fenômenos sociais, a incorporação da perspectiva geográfica à pesquisa pode promover ganhos analíticos em diversas áreas das ciências sociais, tais como eleições, violência e criminalidade, ou políticas públicas. Este curso oferece uma introdução à análise espacial de dados aplicados às ciências sociais, visando a possibilitar que os participantes tenham condições de refletir acerca de suas pesquisas a partir da perspectiva espacial e utilizar as ferramentas que lhes serão apresentadas. Nesse intuito, serão abordados aspectos introdutórios relacionados à organização, disponibilidade, visualização e análise de dados espaciais, por meio de softwares livres, como o QGIS.

Sobre o professor:  Doutorando em Ciência Política da Universidade de São Paulo (USP), mestre em Ciência Política pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e bacharel em Direito pela UFMG (2014). Foi bolsista pelo CNPq (2015-2017) e pesquisador de iniciação científica com bolsa do CNPq entre 2012 e 2013. Desde 2015 é pesquisador do Centro de Estudos Legislativos da UFMG (CEL-UFMG).

 

NVivo

02/10 a 6/10, de 19h às 22h

Túlio Silva de Paula

Sobre o curso: O curso oferece uma visão geral sobre a utilização do software de analise de dados qualitativos mais utilizado, em pesquisas nas diversas áreas das ciências humanas: o NVivo. A didática do curso simula a realização de um projeto de pesquisa.

1.Constituição de um Banco de Dados (dadas informações prévias);

2.Organização das fontes de informação;

3.Categorização e Classificação das informações;

4.Exploração (Imersão nas Informações);

5.Teste de Hipoteses.

Os participantes desenvolverão competências básicas como: criação de projetos, organização de fontes, anotações, e arquivos externos, busca de informações dentro das fontes do projeto, criação de categorias, codificação das informações, elaboração de modelos analíticos e extração de relatórios (exportação) do projeto.

Sobre o professor: Doutorando em Educação pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) na linha de pesquisas em Sociologia da Educação. Mestre em Sociologia pela Universidade Federal de Minas Gerais (2011). Graduado em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Minas Gerais (2008). Tem experiência na área de Sociologia, com ênfase em Sociologia das Organizações e Instituições.

 

Análise Qualitativa Comparada, ou Qualitative Comparative Analysis (QCA)

30/10 a 01/11 e 03/11, de 13:30 às 17:30

Breno Marisguia

Sobre o curso: A Análise Qualitativa Comparada (QCA) é um método de comparação sistemática, que se preocupa, principalmente, em estabelecer inferências causais em pesquisas com um número pequeno ou intermediário de casos. Neste sentido, se caracteriza como uma estratégia de integração quali-quanti de extrema relevância para quem se interessa por estudos comparativos, que ocupam o espaço entre as amostras muito pequenas (tradicionais da pesquisa qualitativa) e as amostras demasiadamente grandes (tradicionais da pesquisa quantitativa). O objetivo do curso é introduzir a(o) aluna(o) à metodologia QCA, a(o) munindo de conhecimentos básicos para construir seus próprios desenhos de pesquisa de maneira plena, através da operacionalização dos melhores recursos disponíveis para a análise dos dados e demonstração dos resultados.

Sobre o professor: Graduando em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e pesquisador do Centro de Estudos Legislativos (CEL-DCP/UFMG), sob orientação do prof. Carlos Ranulfo. É, também, monitor de metodologia no Laboratório de Metodologia em Ciências Sociais, e há dois anos integra a equipe do curso de QCA do MQ, ministrada pelo prof. Manoel Santos.

 

Introdução ao R

18/09 a 22/09, de 14h às 17h

Neylson Crepalde

Sobre o curso: O R é uma linguagem-programa open-source, que vem crescendo cada vez mais no ambiente acadêmico pela sua versatilidade como software de manipulação de dados. Esse curso tem por objetivo familiarizar o novo usuário com os principais conceitos, aplicações e manipulação de dados no pacote estatístico R, com foco especial para a pesquisa social. A linguagem R é instrumento para análise de dados e procedimentos estatísticos, que variam desde os mais simples, como dados descritivos (médias, desvios-padrões) até mais avançados, como modelagem, simulação e inferência estatística. Espera-se que ao fim do curso o usuário consiga efetuar as operações básicas de manipulação de dados e absorver a lógica da linguagem do programa. O curso será composto por aulas expositivas e práticas em laboratório, onde serão aprendidos importação de dados, manipulação de banco de dados, fontes de dados, construção de variáveis, análise descritiva, medidas de tendência central, medidas de dispersão, qui-quadrado, regressão, visualização de dados, etc.

Sobre o professor: Doutorando e Mestre em Sociologia pela Universidade Federal de Minas Gerais e professor substituto da UFMG, de 2012 a 2014. Desde 2015 integra o GIARS (Grupo Interdisciplinar de Pesquisa em Análise de Redes Sociais) e a Comissão Municipal de Incentivo à Cultura (CMIC), da Fundação Municipal de Cultura de Belo Horizonte – MG.

 

Produção de Textos Acadêmicos

28/08 a 01/09, de 19h às 22h

Wesley Matheus

Sobre o curso:  Como se informar e como informar acerca de seu problema de interesse? Como filtrar fontes confiáveis e relevantes acerca do problema de interesse? Como apreender estudos confiáveis e relevantes acerca do assunto que desperta curiosidade? Como produzir informações, neste contexto, sem fomentar, exacerbadamente, esta “enxurrada de conteúdos desinformantes”? Este curso objetiva adentrar esta trama informacional que atravessa as ciências e orientar alunos de graduação e pós-graduação sobre como se engajar no processo de produção cientifica a partir de uma reflexão em torno do ato de revisar bibliografia.

Sobre o professor: Doutorando no programa de pós-graduação em ciência política da UFMG (DCP/UFMG). Hoje tem envolvimento direto no Grupo de Pesquisa em Democracia e Justiça (Margem) e atua como colaborador no CEADD/UFBA e no Centro de Pesquisas Quantitativas em Ciências Sociais (CPEQS/UFMG). Além disso, é Coordenador da área de Monitoramento e Avaliação de Políticas Públicas na Secretaria de Estado de Trabalho e Desenvolvimento Social de Minas Gerais (SEDESE/MG), consultor externo do Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais (TCEMG) e professor na Escola de Contas e Avaliação Professor Pedro Aleixo.